FAKE NEWS: "Sete crianças mortas no Senegal após receber a vacina COVID-19"


Uma reivindicação fortemente compartilhada nas mídias sociais alega que sete crianças morreram no Senegal após receberem vacina contra a COVID-19 como parte de uma "vacinação em massa". Alguns exemplos da reivindicação podem ser vistos aqui, aqui, aqui e aqui.


Uma post diz: "Já ouviram falar? 7 crianças morrem imediatamente após terem recebido vacina contra COVID-19, que está atualmente sendo testada no povo senegalês. #wedonotconsent


Outras interações dessa reivindicação apresenta um vídeo com uma narração em francês dizendo: "Há um grande escândalo no Senegal. Um senhor entrou numa casa para vacinar crianças contra coronavírus. Ele vacinou sete crianças que morreram no local ”(aqui).

Essas alegações são falsas.


As autoridades senegalesas confirmaram que ninguém havia morrido devido a uma suposta "vacina contra o Coronavírus" e disseram que essa informação era falsa e não passa de um mero mal-entendido.


A agência de notícias estatal francesa "France 24" relatou que a versão original do vídeo que circulava em algumas interações da denúncia foi narrada na língua Wolof (falada no Senegal) e não mencionou crianças morrendo. A versão original do vídeo é visível aqui.


A "France 24" disse que a versão em Wolof do áudio descreve como uma pessoa foi presa após entrar numa casa de família e dizer que ele estava lá para gerir as vacinas contra o Coronavírus. Mas disse que esta versão do incidente de 26 de março perto da capital Dakar também era falsa. Testemunhas disseram à "France 24" que o homem tinha uma sacola de produtos cosméticos à venda, mas estava fingindo ser um agente do ministério da saúde alertando as pessoas sobre a ameaça do Coronavírus e dizendo-lhes para tomar precauções como lavar as mãos. As testemunhas confirmaram que ninguém morreu no incidente (aqui).


Essa alegação falsa ocorreu em meio duma disputa de racismo na França a proposito de sugestão feita pelos dois médicos devido à amplamente criticada de que uma amostra COVID-19, usando a vacina BCG para tuberculose, deve ser testado primeiro em africanos (aqui).


O "Reuters Fact Check" desmentiu recentemente uma falsa alegação de que as Nações Unidas planeavam testar vacinas na África aqui.


Em meados de abril de 2020, não há vacina para prevenir ou tratar do Coronavírus (aqui). Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), atualmente existem 70 vacinas em fase de desenvolvimento em todo o mundo. Três vacinas candidatas já estão em testes clínicos, mas nenhuma delas no Senegal (aqui).


A "Reuters" informou recentemente que a China aprovou testes humanos em estágio inicial para duas vacinas experimentais contra Coronavírus desenvolvidas em Pequim e Wuhan (aqui).


VEREDITO

Fake News: Nenhuma vacinação contra COVID-19 foi administrada no Senegal e nenhuma criança foi morta.


Este artigo foi produzido pela equipa do "Reuters Fact Check" e traduzido em português pela equipa de nobaschecker.org.

69 visualizações

Fact Checking Website

admin@nobaschecker.org

  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Twitter Icon

Subscribe

© 2020 Pela InnovaLab, BIGTechnologies e parceiros